Diga-nos a sua razão para ir de férias à Madeira
Terça-feira, 20 de Abril de 2010
Pedro Marques Lopes

 

O Pinga veio de abelhinha. Parece que não é do conhecimento geral, mas eu ajudo: o melhor futebolista português de todos os tempos era madeirense. Não, não é o Cristiano Ronaldo, nem o Ruben Micael. Era o Artur de Sousa. O "Pinga". Para mim, rapazinho pequeno, a Madeira era um lugar mítico onde nasceria de novo um jogador que iria resgatar o meu amado clube da desgraça que na altura vivia. O "homem que não pára" ­ como dizia um cronista da Stadium em 1932, depois do Porto assentar uns redondos três zero ao Benfica ­ havia de ressuscitar e conduzir-nos à terra prometida. As vitórias do meu clube foram diluindo a necessidade dum profeta e só me voltei a lembrar do Pinga quando aterrei pela primeira vez na Madeira. E não, não foi a visão do Estádio dos Barreiros; a beleza das estrelícias , tão belas quanto os dribles do Pinga que nunca vi; o azul do mar, tão semelhante ao jersey do meu Porto; a recordação do Max a fazer um dueto com a Maria Amélia Canossa cantando ­ esta foi escrita em madeirense - o "Noites da Madeira", se não o fizeram deviam ter feito; os copinhos de pinga que alcunharam o Artur de Sousa. Foi a recordação que me ficou cravada das histórias que o meu padrinho me contava acerca do Pinga, tipo fechado mas generoso. De poucas falas mas de muito coração. Desconfiado mas ingénuo. Tímido e espalhafatoso. Duro e muitas vezes violento, mas capaz de chorar por dá cá aquela palha. Um madeirense. Vale a pena ir à Madeira porque aquilo está cheio de madeirenses. Mas ainda há um bónus especial: as abelhinhas. Os homens e mulheres da terra do Pinga conseguiram um feito único no mundo ­ aqueles falando, andando, respirando e outros andos que tais também não são propriamente vulgares: desprezaram o horrível termo táxi e apelidaram os carros de praça de abelhinhas. Os condutores são tão chatos como em qualquer outra parte do mundo mas, há que convir, é muito mais doce apanhar uma abelhinha que um táxi. A propósito, os madeirenses têm também um estranho sentido de humor. Quem é que se lembraria de apanhar uma abelhinha para ir beber um copo às vespas?

tags:
link | comentar | partilhar
vídeo
mais recentes fãs

Obrigado

Parabéns Madeira!

Que Maravilhas!

Um sonho bem real

"Madeira e mais nada!"

Serafim Costa, profission...

Dinarte Freitas, Actor e ...

À procura da tranquilidad...

Luís Freitas Aguiar, empr...

Teresa Luís, professora

mais sobre nós
O Movimento Fãs da Madeira é uma iniciativa de cidadania sem qualquer intuito comercial ou lucrativo.
Ler mais
pesquisa
 
dê-nos a sua razão
Envie-nos um e-mail para este endereço de mail, anexe a sua fotografia e explique por que razão quer ir de férias à Madeira.

Inclua, por favor, o seu nome e profissão. A sua participação será publicada neste site após moderação.
siga-nos
. nos Blogs do SAPO
. no Twitter
. no Facebook
banners
Fãs da Madeira

Fundo transparente, 100x100
arquivos

Fevereiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

RSS